19/12/2011

Minha relação com os palavrões.

Eu acho engraçado porque determinadas palavras são chulas e outras não apesar de significarem a mesma coisa, mas enfim, não vou ficar filosofando o carma delas, o lance é que eu gosto de falar palavrão. Não exatamente goste, mas eles sempre exprimem ou suprimem exatamente o que ma falta palavras normais para dizer; Um takilpariu bem colocado faz o meu dia melhor – e eu fico com a sensação que perdi pelo menos uns 5 quilos.
A questão é que não é nem bonito nem educado e meu boy magia não gosta mesmo...mas a graça dessa parada de blog é que aqui eu posso ser a boca-suja enrustida que eu sempre fui e fazer uso da minha filosofia de boteco sem ninguém me olhando atravessado – pelo menos eu não estou te vendo.
Eu aprendi a falar palavrão cedo, quando descobri que era proibido por papai e mamãe ficando assim mais divertido falar. E gente boa que eu sou, passei isso para minhas amiguinhas que até hoje se chocam quando eu deixo o sangue esquentar. Um exemplo disso foi que dia desse eu estava urrando de fome e tinha feito um ovo frito – sem manteiga, sal e desprovido de qualquer tipo de graça, porque né, colesterol da titia aqui tá vergonhoso – e quando botei na boca o ovo estava estragado (e o cheiro? Sei lá, não sinto!), pronto: a cabeça explodiu e saiu um “PUTAQUIPARIUAPORRADOCARALHODOOVOTANAMERDA” (oi?). Alivio imediato. Todo ódio do coração vazou e eu me senti uma pessoa melhor. Parecia um mundo mais colorido onde a raiva de comer ovo frito sem sal, sem óleo, porque a merda do colesterol tá lá na puta que pariu (agora eu perdi um número do manequim :D) foi junto com a fome e o fato dele estar estragado. Na maior paciência joguei a frigideira na pia e fui procurar outro (“mãe, cheira aí, tá ruim?”).
É o pôr para fora, tirar aquele veneno da raiva de si ou então dar mais ênfase a expressão. Quando uma coisa é boa assim, quase que surreal, é boapracaralho ou ruim é ruimpracaralho; já sabe que ou evita ou cai de cabeça. Não consigo encontrar palavra que diga o mesmo: “é muito, muito bom.” Tá né?
Sei dizer uma coisa, que palavrão é feio mas alivia. 


4 comentários:

  1. Hahaha, adorei o post. Palavrão é uma forma de expressão muito aliviante. Depois que comecei a namorar falo mais palavrão que antes. Mas meu medo é soltar algum palavrão no trabalho, nãp pega bem, ne?!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Ola, ainda bem que passou pelo meu blogue porque assim fiquei a conhecer as suas palavras e estou a gostar, principalmente depois de ler esta publicação e até me ri =)

    Quem nunca disse um palavrão que atire a primeira pedra LOL mas claro, também há que saber ser educado e quando é que devemos ou não dizer tais palavras que nos libertam do estado de stress eheheh

    =)

    ResponderExcluir
  3. ASHAUSHAHUSHAHSUASHUAHSAHS
    eu tenho bem a boca porca D:
    mas sim, coisa seria!
    tudo de bom nesse ano novo, muita poesia para nossos corações!

    ResponderExcluir
  4. ola. estive aqui dando uma espiada e também uma lida. interessante. hehehehehe. apareça por la. abraços.

    ResponderExcluir

 
Hoje Reclamo Assim ©Template Love is Simple convertido e adaptado para xml por 187 tons de frio.